Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Turismo

Pavilhão da Bienal abriga 13º Salão do Artesanato

O evento terá a presença de artesãos de diversos estados, além de oficinas, shows e gastronomia típica

 |
Divulgação / Reprodução

Entre os dias 9 a 13 de outubro, no Pavilhão da Bienal, em São Paulo, acontecerá o 13º Salão do Artesanato - Raízes Brasileiras, maior vitrine do artesanato brasileiro. A entrada será franca. O evento, aberto ao público das 11h às 21h, de quarta a domingo, contará com uma programação variada e atrativa. 

No Salão, os visitantes poderão participar de uma grande exposição de peças artesanais e conhecer ainda a gastronomia típica de cinco regiões do País, oficinas de artesanatos, shows com artistas nacionais e grupos folclóricos, mostra de produção associada ao artesanato: agroindústria e turismo.

De acordo com Leda Simone C. Alves, diretora executiva da Rome Eventos, a feira deste ano em São Paulo "trará os melhores artesãos de 21 estados e do DF, com peças originais e com a identidade cultural de cada região, porque são artesãos que, acima de tudo, preservam a herança cultural recebida através dos seus antepassados, carregando em cada obra um pouco da história das suas cidades, famílias e origens".

Salão do Artesanato

Realizado desde 2008, com 11 edições realizadas em Brasília e 1 em São Paulo, o Salão do Artesanato reúne o que há de melhor na produção artesanal do Brasil. Com o apoio do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), o evento sempre conta com a participação de mais de 20 estados e do DF, o que garante uma variedade significativa de produtos. Além dos estandes dos estados coordenados pelo PAB, artesãos com produção individual, cooperados, associações e outros órgãos de fomento ocuparão os 19 mil m2 do Pavilhão da Bienal com mostra e venda de produtos artesanais de várias tipologias, confeccionados com técnicas variadas e diferentes matérias primas.

"Pelo segundo ano em São Paulo, a feira será um encontro com a arte, produtos e sabores que nos identificam como nação e mostrará a diversidade da produção artesanal brasileira se debruçando sobre a temática "É tudo de Bom, é tudo do Brasil", propondo o contato do público com o Brasil que é feito à mão", destacou Leda Simone.

Peças artesanais de decoração, vestuário, joias, bijuterias, acessórios, brinquedos, instrumentos musicais e utilitários vão encantar os visitantes pela riqueza de detalhes, qualidade de acabamento e identidade cultural que representam. Na Praça dos Mestres será possível ver mestres artesãos de vários estados fazendo suas peças ao vivo. O Salão terá um palco destinado a apresentações culturais de grupos folclóricos de música e danças típicas e uma praça de gastronomia com pratos típicos de todas as regiões brasileiras. Será um evento que mostrará toda a diversidade cultural do Brasil, em cores, sons e sabores.

Em outras edições, a feira recebeu cerca de 1500 artesãos e teve volume de negócios superior à casa dos 5 milhões de reais. É um evento aberto ao público, para toda a família, com entrada gratuita e já recebeu nomes famosos como Maria Rita, Arnaldo Antunes, Guilherme Arantes, Luiza Possi, Ellen Oléria, Sam Alves, Tiê, Ju Moraes, Monique Kessous, Bruna Viola, entre outros.

Desde sua primeira edição, o Salão do Artesanato mantém importantes parcerias com instituições como o Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), vinculado ao Ministério da Economia. Além disso, os artesãos que participam do evento são selecionados em todos os estados pela alta qualidade de suas peças e pelo valor cultural agregado às suas produções. São peças com grande identidade, geralmente confeccionadas com matérias primas de reaproveitamento, da natureza e feitas de forma totalmente manual. A presença de mestres artesãos reconhecidos pelo IPHAN como patrimônio vivo de seus estados é outro grande atrativo do evento

Produção Associada: Turismo e Agroindústria

Um dos objetivos do Salão é integrar setores da economia criativa em um mesmo ambiente, promovendo o desenvolvimento de ambos, ampliando a cada edição a participação dos segmentos de turismo e agroindústria familiar, abrindo espaço para que estados e municípios possam aproveitar este grande encontro e mostrar sua produção de alimentos típicos e suas riquezas.

Apresentações culturais

Grupos folclóricos, de teatro, músicos, dançarinos, cantores, repentistas, e outras manifestações culturais têm espaço garantido no evento.

Mestres Artesãos

Fios, madeira, argila, sementes, cerâmica e muitos outros elementos transformados pelas mãos de grandes mestres. Arte feita ao vivo, com Mestres de vários estados.

Espaço gastronômico

A gastronomia está sempre presente nas edições do Salão do Artesanato, e em 209 não será diferente. Haverá o Festival Brasil na Panela, onde chefs prepararão pratos típicos das 5 regiões brasileiras, tais como acarajé, vatapá, bobó de camarão, arroz carreteiro, galinhada, 



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Turismo (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial