Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Economia

ANEEL anuncia manutenção de bandeira verde sem custos adicionais em faturas até dezembro deste ano

Contas de energia elétrica não terão custo adicional até o dia 31/12. Medida emergencial objetiva aliviar a conta de luz dos consumidores e auxiliar o setor elétrico em meio à pandemia

 |
Divulgação / Reprodução

O acionamento da cor da bandeira tarifária sinalizado mensalmente pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) até o fim de 2020 será verde e os consumidores não terão custos adicionais em suas faturas. A diretoria agência decidiu manter a bandeira tarifária verde vigente até  31 de dezembro de 2020. O anúncio foi feito na última terça-feira, 26/05, em Reunião Pública da Diretoria da agência.

"Trata-se de mais uma medida emergencial da Agência para aliviar a conta de luz dos consumidores e auxiliar o setor elétrico em meio ao cenário de pandemia da Covid-19", justificou a agência. Os valores das bandeiras tarifárias são atualizados todos os anos e levam em consideração parâmetros como estimativas de mercado, inflação, projeção de volume de usinas hidrelétricas, histórico de operação do Sistema Interligado Nacional, além dos valores e limites do Preço de Liquidação das Diferenças (PLD).

No dia 10 de março, um dia antes do anúncio de pandemia pela Organização Mundial de Saúde (OMS), a ANEEL havia proposto a discussão para o ciclo 2020/2021 dos valores adicionais. A proposta ficou em Consulta Pública no período entre 12 de março e 27 de abril.

"No entanto, os impactos da pandemia no consumo de energia e nas atividades econômicas alteraram de forma significativa os estudos e parâmetros utilizados na proposta da Agência", esclareceu. De acordo com análise dos técnicos da ANEEL, que também levou em conta as contribuições dos consumidores à consulta pública, o cenário de redução de carga e as perspectivas de geração de energia tornam possível o acionamento da bandeira verde para os próximos meses. 

Além disso, os custos cobertos pelas Bandeiras Tarifárias estão contemplados na chamada "Conta-Covid", empréstimo ao setor elétrico feito junto a bancos públicos e privados, com o objetivo de aliviar os impactos da atual crise no setor elétrico. Assim, a Agência decidiu suspender o acionamento das bandeiras amarela e vermelha patamar 1 e 2 até 31 de dezembro de 2020.

Criado pela Aneel em 2015, o sistema de bandeiras tarifárias funciona como uma sinalização para que o consumidor de energia elétrica conheça, mês a mês, as condições e os custos de geração no Brasil. Quando a produção nas usinas hidrelétricas estão favorável a energia é mais barata, aciona-se a bandeira verde, sem acréscimos na tarifa. Em condições ruins, podem ser acionadas as bandeiras amarela, vermelha 1 ou vermelha 2, que não serão mais aplicadas em 2020.

Gratuidade

Os consumidores que se enquadrarem no perfil de baixa renda e nos pré-requisitos exigidos também podem solicitar a Tarifa Social, que é a gratuidade na fatura de energia elétrica por unidades que consumirem até 220 kW/h/mês. 

A isenção de pagamento vale por 3 meses, começou a valer no dia 1º de abril e vai até 30 de junho de 2020, e insere-se no conjunto de esforços do governo federal para o enfrentamento da pandemia do Coronavírus. A solicitação deve ser feitas junto a concessionária de distribuição de energia elétrica em Mato Grosso, Energisa, através dos canais de atendimento disponíveis aos consumidores, tal como 0800 64 64 196.



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Economia (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial