Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Economia

Rondonopolitanos poderão comprar produtos livre de impostos no dia 30 de maio

 |
Divulgação / Reprodução

Em protesto contra a alta carga tributária do país, diversas empresas estarão vendendo produtos livres de impostos em Rondonópolis, no dia 30 de maio. Os produtos serão colocados em destaque na loja com o preço cheio de venda e sem impostos.

Sendo assim, o cliente pagará o pelo produto sem a carga tributária tendo a oportunidade de pagar exatamente o preço somente do produto com o lucro. Vale ressaltar, que o imposto será pago normalmente pela loja.

No entanto, os clientes terão que ficar atentos as regras, pois em algumas lojas a quantidade de unidades que podem ser compradas sem imposto são limitadas. Cada empresário teve a liberdade de se organizar dentro da política da sua empresa.

Até o momento, os produtos que serão vendidos dentro dos parâmetros estabelecidos pelo DLI são: chopp 51% de redução no restaurante A Kaza, cimento (1 mil unidades) na Operário Materiais de Construção, serviços menos 11% no Posto de Molas Rondon, corte de cabelo sem imposto no Thomaz Barbearia, as marmitas (15 unidades) na Dona Fátima.

De acordo com Thaís Fagotti, coordenadora das CDLs Jovens de Mato Grosso, o dia não é de desconto, mas sim de protesto dos empresários pela alta carga tributária.

“É um dia de conscientização para que o brasileiro entenda que até aquela data tudo o que ele trabalhou e ganhou foi para pagar impostos para o governo, somente a partir de 30 de maio é que ele trabalhará para si próprio”, ressaltou.

Este será o segundo ano que a CDL Jovem de Rondonópolis promoverá o DLI na cidade.

 Adesão

De acordo com Thaís, a comissão organizadora está conversando com empresários para que se organizem para aderir à iniciativa.

“A proposta é despertar o interesse do brasileiro para que ele procure saber quanto paga de imposto nos produtos e para num segundo momento reivindicar o retorno desses impostos em serviços de qualidade, melhor saúde, mais educação, mais obras, porque hoje pagamos muito e os serviços públicos na maioria das vezes não são de qualidade e nem beneficiam todos que necessitam”.

Conforme Thaís, a comissão organizadora está conversando com empresários para que se organizem para aderir à iniciativa.

“A proposta é despertar o interesse do brasileiro para que ele procure saber quanto paga de imposto nos produtos e para num segundo momento reivindicar o retorno desses impostos em serviços de qualidade, melhor saúde, mais educação, mais obras, porque hoje pagamos muito e os serviços públicos na maioria das vezes não são de qualidade e nem beneficiam todos que necessitam”.

Thaís acrescentou que neste ano a campanha nacional está sendo ilustrada pelo impostossauro, o dinossauro do DLI, o ser que come boa parte do que o brasileiro ganha. Para saber mais sobre a campanha, o consumidor pode ir ao site www.dialivredeimpostos.com.br ou seguir o impostossaouro nas redes sociais.

Na CDL de Rondonópolis, teremos um dinossauro de dois metros para nos lembrar de que pagamos muito impostos uma forma de ensinar as crianças um pouco sobre como funciona a contribuição dos brasileiros com os impostos.

Impostos

O  brasileiro é um dos povos que mais paga imposto, neste ano terá que trabalhar cinco meses somente para pagar tributos, o país que tem as alíquotas embutidas no consumo é o 14º no ranking de 30 países.

O que as pessoas não sabem é a carga tributária embutida no preço de cada produto. O chopp do final da tarde tem mais da metade do preço de impostos, os cremes de beleza possuem 57,02% de impostos, detergente de lavar a louça 30,37%, farinha de trigo 30,37%.

Em resumo, o brasileiro vai trabalhar até dia 30 de maio somente com este objetivo, para isso a CDL Jovem em todo o Brasil comemora o Dia Livre de Imposto, o DLI.



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Economia (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial