Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Mato Grosso

Vigilância Sanitária realiza campanha sobre água servida nas vias públicas em Campo Verde

 |
Divulgação / Reprodução

A água jogada na rua de forma irregular – a chamada água servida – tem sido um problema recorrente, aumentando os riscos à saúde, e os danos ao meio ambiente.

Para tentar reduzir essa situação e os impactos causados por ela, a Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde de Campo Verde está desenvolvendo uma campanha de conscientização junto à população.

De acordo com o órgão, a água servida contribui para a proliferação de insetos, como o Aedes aegypit – transmissor da dengue, da zika e da chikungunya, além de bactérias causadoras de outras doenças. Outro problema causado pela água servida, é o dano à pavimentação asfáltica.

A campanha de conscientização constitui na distribuição de panfletos explicativos e orientativos, que está sendo feita de casa em casa pelos agentes ambientais.

A água servida, aquela resultante da lavagem de roupas, de pias, de banheiros ou água em geral com resíduos químicos ou orgânicos, deve ser descartada nas fossas sépticas ou na rede de esgoto, nunca jogada na rua ou nas calçadas.

Criada há 26 anos, a Lei Complementar número 001/94, diz que “é proibido despejar água servida, lixo, resíduos domésticos ou industriais em terrenos ou logradouros públicos”. O Código Sanitário Municipal, criado através da Lei Complementar 005/2005, também regulamenta a destinação da água servida e a punição para os infratores.

De acordo com a Vigilância Sanitária, o morador flagrado descartando água servida de forma irregular é notificado e, se persistir na ação ele poderá ser autuado e multado de acordo com a legislação municipal.

A Vigilância Sanitária orienta que as denúncias sobre água servida jogada na rua devem ser feitas à Ouvidoria Municipal (0800 647-2012), ou ainda pelos telefones (66) 3419-6250 ou (66) 99679-4854. Filmar ou fotografar os locais onde há água servida acelera os trâmites de identificação e as ações a serem adotadas.



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Mato Grosso (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial