Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Negócios

Desempregado, o rondonopolitano criador do "LamborgUno" faz vaquinha para terminar o carro

Edimar de Souza Goulart, de 29 anos, voltou a estudar para concluir o ensino médio e se beneficiar de bolsa de estudo que ganhou de empresa.

 |
Divulgação / Reprodução

O mecânico Edimar de Souza Goulart está fazendo uma vaquinha online para obter ajuda e terminar o carro que construiu e consertar a parede da casa dele, que teve quer ser quebrada para guardar o veículo. O morador de Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, transformou um carro Uno 2002 em Lamborghini usando materiais simples, como isopor e massa acrílica. Ele está desempregado.

Edimar disse que sempre foi apaixonado por carros esportivos desde criança. Sempre teve o sonho de comprar um carro esportivo, no entanto, não tinha dinheiro para adquirir o modelo que desejava.

Em 2018, ele transformou um Uno em uma Lamborghini. A construção durou quase um ano e ainda está em fase de finalização. Ele afirma que fez o trabalho sozinho e a adaptação foi utilizando materiais simples, como isopor e massa acrílica. O Uno foi comprado em 2016 por R$ 9 mil e investiu R$ 3 mil na transformação sonhada.

Edimar contou ao G1 que o carro ficou famoso na região e devido à repercussão ficou conhecido na cidade. “O que mudou foi que as pessoas me reconhecem e onde eu chego eu consigo trabalho”, disse.

O 'LamborgUno' não está finalizado e, para terminar a construção do carro e consertar a parede da casa onde mora, está fazendo a campanha.

No dia 8 de agosto de 2018, Edimar conheceu uma Lamborghini pessoalmente. À época, uma revendedora de veículos da capital convidou ele para conhecer de perto o veículo esportivo que tanto sonhou.

A revendedora conheceu a história do Edimar através das notícias sobre a construção do 'LamborgUno' e decidiu levar um Lamborghini original até Cuiabá para que ele conhecesse pessoalmente o carro que serviu de inspiração. A empresa também proporcionou a ida dele até a capital.

De acordo com Alessandro Magno, que é sócio da empresa, todos ficaram impressionados com a semelhança do ‘LamborgUno’ com o carro original e com a criatividade. Ele disse que a empresa pretende investir nos sonhos do morador e ofereceu uma bolsa de estudos para aprimorar o talento.

Edimar tem 29 anos e está cursando Educação para Jovens e Adultos (EJA) para concluir o ensino médio. Ele disse que quando concluir vai começar a estudar pela bolsa que ganhou da empresa.

O estudante disse que está desempregado e à procura de um emprego. Quando construiu o carro, ele trabalhava como mecânico e pintor.

Ele ainda não pode andar com o carro pela cidade e para poder rodar com o veículo precisa regularizar a documentação junto ao Departamento de Trânsito (Detran), uma vez que feito modificações no carro.

‘LamborgUno’

O sonho iniciou em 2017, quando Edimar começou a desenhar as peças que precisava para modificar e dar vida ao "LamborgUno". O carro adaptado foi construído com isopor, chapas de alumínio, além de cantoneiras e massa acrílica.

Uma "Lamborghini" original, modelo Aventador – tipo do carro que o morador se inspirou – tem o custo aproximado de R$ 3 milhões no Brasil e acelera de 0 a 100 km em 2,9 segundos, chegando à velocidade máxima de 350 km/h.

O carro de Edimar é um pouco mais modesto: o Uno 2002 acelera de a 0 a 100 km/h em 15,2 segundos e chega a velocidade máxima de 151 km/h. Atualmente, o veículo valeria algo em torno de R$ 10 mil.



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Negócios (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial