Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Política

"Moro de saia", senadora do PSL relata "grito" de Flávio contra CPI do Judiciário

 |
Divulgação / Reprodução

Conhecida como “Moro de Saia”, a senadora Selma Arruda (PSL) expôs uma conversa que teve com um dos filhos do presidente Jair Bolsonaro (PSL), o senador Flávio Bolsonaro (PSL), em que ele chegou a gritar com ela, pelo telefone, determinando que retirasse a assinatura da CPI da Lava Toga.

Em entrevista à Folha de São Paulo, publicada hoje (13), a juíza aposentada diz que mantém a assinatura para criação da comissão que pretende investigar ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Selma ainda apontou para uma possível vingança da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, em parecer que pediu a cassação do mandato dela no Tribunal Suerior Eleitoral (TSE). Dodge não foi reconduzida ao cargo pelo presidente Bolsonaro, de quem Selma segue fazendo parte da base aliada.

A parlamentar ainda confirmou que deve deixar o PSL por divergências internas, mas descartou sair da base governista. Para a senadora, o partido não a tem “acolhido” e está repleto de “pessoas sem história política”.

O mandato de Selma foi cassada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e agora, em trâmite no TSE, Dodge deu parecer pela manutenção da cassação.

Neste clima, a senadora conversou com o jornal paulista.



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Política (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial