Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Política

MPF dá parecer para que cassação de senadora Selma seja mantida

A senadora Selma Arruda (PSL) teve o mandato cassado pelo TRE e foi decretado oito anos de inelegibilidade política

 | Repórter MT
Repórter MT

O Ministério Público Federal (MPF), por meio do procurador Pedro Melo Pouchain, deu o parecer favorável pela manutenção da cassação da senadora Selma Arruda (PSL). As contrarrazões foram proferidas na última sexta-feira (17), referentes aos embargos de declaração movidos pela parlamentar.

Selma tenta modificar a decisão do colegiado do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), que julgou a favor ao pedido de cassação do seu mandado e determinou oito anos de inelegibilidade política. 

Ela argumenta que há omissão de manifestação sobre a ausência do pedido expresso do voto, obscuridade e contradição na consideração de cheque fraudado nos cálculos do relato e por contradição quanto aos parâmetros de mensura do "candidato médio".

De acordo com Pedro Pouchain, sobre o cheque fraudado, ele determina que as alegações dos embargantes são procedentes e deve ser removido do voto.

"Todavia, considerando a modicidade de tal valor frente aos recursos ilicitamente empregados na campanha, deve-se manter inalterado o mérito da decisão", mantém o procurador.

O procurador conclui, pelo parcial provimento dos embargos, mas sem efeitos infringentes a fim de mudar o voto do relator.

O caso

A senadora Selma Arruda (PSL) foi condenada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT), por unanimidade, pelo crime de caixa 2 e abuso de poder econômico durante a campanha eleitoral de outubro do ano passado. O caso foi julgado no dia 10 de abril, depois de ter sido adiado por três vezes.

Os magistrados determinaram a perda do mandato de Selma e que ela fique inelegível por oito anos. A decisão também se estende para os demais integrantes da chapa, no caso o primeiro e segundo suplente da senadora, Gilberto Possamai e Fabiana Mendes. 



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Política (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial