Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Agronegócio

Moradores de Guiratinga aprendem cortes especiais de carne bovina

 |
Divulgação / Reprodução

Uma turma de Guiratinga foi a primeira a realizar o treinamento de cortes especiais de carne bovina, disponibilizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) e o Sindicato Rural local. O curso foi lançado no mês de abril e já tem despertado muito interesse.

Wilton Cavalcante Ramos, 46, é apaixonado por culinária e se dedica a ela nos horários livres. Já foi proprietário de uma lanchonete, mas após se mudar para Guiratinga não deu continuidade no negócio. A meta é aprender as técnicas para que futuramente possa voltar com a renda extra.

"Depois do curso já fiz algumas receitas para a família e eles aprovaram. Esse foi o primeiro curso pelo Senar-MT, e já tenho outro programado", afirma. Joana Nascimento dos Reis, 37, também já tinha experiência no ramo e aproveitou a oportunidade para se aperfeiçoar ainda mais. "Já encomendei um quarto de carne para testar os cortes e as receitas que ensinaram no curso", destaca.

Atualmente, a moradora pega encomendas de frangos desossados, receitas de suínos e peixes. Todo esse conhecimento foi adquirido pelos cursos do Senar-MT e do Sindicato Rural. "Eu aprendi as técnicas com os cursos e agora vou fazer outro treinamento de peixe, para pegar ainda mais prática", destaca.

Durante o treinamento foram ensinados os cortes de T-bone, L-bone, osso buco, picanha e cortes mais tradicionais como maminha, alcatra e ponta de peito. O objetivo foi ensinar aos participantes cortes que gerem uma renda extra.

André Vitaliano Ferreira Coelho, instrutor credenciado ao Senar-MT, explica que o beneficiamento da carne eleva o preço do produto e consequentemente a renda do aluno. "Na turma, tinham cozinheiras, trabalhadores rurais, moradores da cidade, funcionários de açougue e todos eles aprenderam a como valorizar mais o produto que eles pretendem trabalhar, que é a carne bovina", avalia.

De acordo com o instrutor, a técnica empregada para realizar um corte como o T-Bone, valoriza a peça que chega a custar R$90/Kg. "Cortes mais comuns são mais baratos, mas com a técnica certa você consegue comercializar peças que tenham um alto valor de mercado e contribuem para aumentar a renda da família".



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Agronegócio (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial