Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Agronegócio

Senar-MT capacita mão de obra para atuação no manejo sanitário de rebanhos no estado

Para garantir um rebanho saudável, o pecuarista deve contar sempre com um profissional bem capacitado e que realize o manejo dos animais de forma correta. O agente sanitário em saúde animal é o profissional responsável por realizar a vacinação e detectar as principais doenças que acometem o rebanho.

Contribuindo com o desenvolvimento da pecuária saudável no estado, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) em parceria com o Sindicatos rurais locais capacita mão de obra para atuação no manejo e prevenção de enfermidades no rebanho. Os treinamentos ofertados para a área são de Agente sanitário em saúde animal e Vacinação contra Brucelose.

Segundo o médico veterinário e instrutor credenciado junto ao Senar-MT, Joelson Antônio Silva, o agente sanitário em saúde animal, além de trabalhar junto ao pecuarista nos cuidados com o rebanho, também auxilia no cumprimento de legislações vacinais.

"Ele é responsável por comunicar os órgãos competentes sobre a ocorrência de doenças e sobre a realização da vacinação nos animais, além de produzir relatórios para o controle interno da propriedade".

Silva lembra ainda da importância de se ter um profissional capacitado principalmente para a aplicação da vacina contra Brucelose. "A brucelose é a única vacina do Brasil que exige uma capacitação específica do vacinador. Denominadas de B-19 e RB-51, são vacinas vivas, que podem causar uma possível contaminação, quando não aplicada corretamente e sem a utilização dos equipamentos de segurança".

O pecuarista Rodrigo Ferreira da Silva, conta que o manejo de vacinação é realizado três vezes ao longo do ano em sua propriedade, garantindo por meio da vacina, um rebanho totalmente sadio. "O manejo geralmente ocorre nos meses de maio, agosto e novembro. No caso dos bezerros levamos o tempo médio de vacinação de um bezerro por minuto. Já as vacas, o tempo é de 40 segundos".

Proprietário da estância 2R, localizada no município de Acorizal, Silva lembra ainda da importância de se investir na vacinação e em um profissional bem capacitado. "Já tivemos problemas com algumas doenças como carbúnculo, botulismo e aborto. Conseguimos uma redução para quase zero, com o auxílio do profissional e nos investimentos em vacinas".

Para o segundo quadrimestre do ano estão previstos seis treinamentos de agente sanitário em saúde animal e 22 para vacinação contra a brucelose. A programação dos treinamentos está ocorrendo de acordo com os decretos municipais e estaduais, relacionados à pandemia de Covid-19.



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Agronegócio (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial