Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Turismo

Piscina pública de Chapada ganha novo projeto de recuperação

 |
Divulgação / Reprodução

O bosque Jonas Oliveira Martins, localizado em uma das áreas públicas mais bonitas de Chapada dos Guimarães (67 km ao Norte de Cuiabá) e conhecido popularmente por piscina pública, já foi um espaço de lazer da população e dos turistas que visitavam a cidade. Durante décadas o local foi palco de grandes eventos, como shows e até concurso de Miss, e está abandonado e relegado ao ostracismo.  A empresária  Márcia Roque frequentou o local e se lembra com carinho dos dias ensolarados que passava com os amigos e família por lá. "No auge dos meus 16 ou 17 anos, era uma grande novidade. A gente ia para lá tomar banho e a água era limpinha. Sentávamos na mureta de pedras e passávamos horas conversando. Era uma diversão."  

Outro turista que lamenta o abandono do local é o músico Jeancarlo Moraes. “Era um local de lazer e diversão, principalmente para as crianças. Antigamente, as escolas públicas de Cuiabá promoviam excursões para lá. Os visitantes e turistas acampavam ou faziam pique nique. A água era muito limpa, devido à nascente do rio que existe no local, e a piscina não era cimentada, era natural com pedras. Uma pena estar a tanto tempo abandonada”.   

Nos últimos anos, algumas iniciativas foram lançadas pelo poder público. Em abril de 2016, o governo do estado chegou a anunciar obras de revitalização, com apoio financeiro de emenda parlamentar da Assembleia Legislativa. A previsão era de que a obra fosse entregue à população em setembro daquele ano, porém, o projeto nunca saiu do papel.  

Em 2018, outro projeto foi cogitado entre o poder executivo estadual, administração municipal e ALMT. A obra visava à restauração, construção de pista de caminhada, mirante de contemplação e um espaço cultural, com opções gastronômicas e área de recreação para crianças. Novamente os planos foram frustrados pela falta de recursos.     

NOVO PROJETO

A mais recente ação para resolver o imbróglio foi anunciada neste mês pela prefeitura de Chapada dos Guimarães. De acordo com o projeto, a administração municipal vai destinar 30% do valor arrecadado com o IPTU 2019 para revitalização da piscina pública e garantir a recuperação de uma das áreas de lazer mais importantes da cidade, devolvendo à população um espaço público essencial para a sociedade.

“Os espaços públicos, em realidade, são a própria identidade da cidade. São nesses espaços que ocorrem as manifestações sociais e a diversidade de uso de cada lugar reflete a sua vocação. Chapada é vocacionada para o turismo e a piscina pública é reflexo disso”, destaca a prefeita Thelma de Oliveira.   

A arrecadação teve início na última segunda-feira (20) e as regras foram fixadas por decreto.  O local tem em seu entorno o Parque Estadual da Quineira, que abriga a nascente do rio que abastece a cidade. 

 De acordo com a lei de estadualização do parque, ele constitui a área denominada Cabeceira da Ponta do Capão, além de terrenos contíguos à cabeceira que margeiam, de ambos os lados, o córrego Prainha, até a rua Vereador José de Souza, passando pela piscina pública. 

A unidade de conservação fica localizada no centro de Chapada dos Guimarães e foi estadualizada pela Lei 8.615, em 2006, com o objetivo de proteger os recursos naturais, especialmente o abastecimento de água e integridade do parque.



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Turismo (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial