Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Economia

Contribuinte pode destinar valor do IRPF para o Fundo da Infância e Adolescência

FIA é gerido pelo Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca-MT), que está vinculado a Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc-MT)

 |
Divulgação / Reprodução

Todo contribuinte de Mato Grosso que fizer a declaração de Imposto de Renda poderá destinar 3% do valor devido ou a restituir ao Fundo da Infância e Adolescência (FIA). Desta forma, estarão ajudando e contribuindo para projetos e atividades que colaboram para a proteção dos direitos da criança e do adolescente.

O FIA é gerido pelo Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca-MT), que está vinculado a Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc-MT), e sustentado legalmente pelo Estatuto da Criança e Adolescente. Os recursos são fiscalizados pelo Tribunal de Contas (TCE-MT), Controladoria Geral do Estado (CGE-MT) e pelo Ministério Público de Mato Grosso (MPE-MT), como forma de transparência das doações recebidas.

A secretária da Setasc, Rosamaria Carvalho, ressalta a importância das doações para as ações que beneficiem crianças e adolescentes carentes. “Os repasses ao Fundo são uma oportunidade para o contribuinte colaborar para o financiamento de projetos sociais”, pontua. 

A presidente do Cedca, Suzy Rosely Cândido da Costa, explica que podem ser beneficiadas com os recursos do FIA as instituições que atuam com a promoção, proteção e defesa dos direitos da criança e do adolescente. “Essas entidades precisam ter seus projetos aprovados pelo Conselho, em conformidade com critérios específicos constantes em edital de chamamento público próprio”. 

De acordo com o conselheiro titular do Cedca e presidente do FIA, Hildeberto França de Paula, podem doar para o Fundo os contribuintes que optarem pelo modelo completo da Declaração do Imposto de Renda. “Os contribuintes podem doar até 3% do imposto devido no ato da Declaração. O próprio sistema do IRPF faz o cálculo e gera a DARF”, informa.

Lembrando que quem tem imposto a restituir pode fazer a contribuição, que será ressarcida posteriormente. O período para declaração do Imposto termina em 30 de abril.



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Economia (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial