Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Polícia

Ação integrada resulta na recuperação de 115 cabeças de gado roubadas de propriedade no interior de

  • Atualizada:
 |
Divulgação / Reprodução

Uma ação integrada da Polícia Civil, através da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Confresa e Polícia Militar de Vila Rica e do estado do Pará resultou na recuperação de 115 cabeças de gado roubadas de uma propriedade rural da região. Cinco motoristas de caminhão que realizavam o transporte dos animais foram presos em flagrante por receptação qualificada.

O roubo ocorreu na noite de sexta-feira (05.02) em uma fazenda  a aproximadamente 60 quilômetros do município de Vila Rica, ocasião em que cerca de dez homens armados renderam funcionários da propriedade, os mantendo amarrado e em cárcere privado até 08 horas da manhã de sábado.

Durante toda noite, os criminosos procederam o embarque das 115 cabeças de gado que foram distribuídas em cinco caminhões boiadeiros.

Assim que as equipes policiais foram acionadas do roubo, iniciaram as diligências por toda a região para identificar possíveis rotas de fuga dos criminosos. Durante os trabalhos, uma equipe da Força Tática abordou o comboio de cinco caminhões, em uma estrada sentido ao estado do Pará.

Os caminhões estavam carregados de gado sendo três deles com 27 animais e outros dois com 17 cabeças de gado. Em verificação dos animais, foi constatado através da marca se tratar do gado roubado da propriedade.

Cinco suspeitos que estavam nos veículos foram detidos e conduzidos à Delegacia para as providências onde após serem interrogados pelo delegado Bruno Gomes Borges, foram autuados em flagrante por receptação qualificada por estarem no exercício da atividade profissional.

Segundo o delegado, as investigativações continuam em andamento para identificar e prender os envolvidos no roubo e desarticular a atuação do grupo na região. "Os autores do roubo e demais serão investigados pela Derf Confresa pelos crimes de associação criminosa e roubo majorado pelo emprego de arma de fogo, concurso de pessoas e restrição de liberdade da vítima", disse o delegado.



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Polícia (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial