Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Polícia

Desaparecimento de Samuel completa um ano; polícia diz que caso é complexo

O menino desapareceu no dia 20 de outubro do ano passado. Pela versão que a família contou à polícia, o garoto teria pulado o portão de casa enquanto a avó preparava arroz doce, uma das sobremesas pre

 |
Divulgação / Reprodução

O desaparecimento do menino Samuel Victor da Silva Gomes Carvalho, de 6 anos, em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, completou um ano nesta terça-feira (20).

É um caso de comoção, repercussão e de muito trabalho de investigação para polícia que até então ainda busca por informações precisas sobre o paradeiro do garoto.

A mãe de Samuel, Anelice da Silva Gomes, ainda carrega a esperança de encontrar o filho vivo. Ela teve uma filha, Ana Eloísa, atualmente com 10 meses.

O menino desapareceu no dia 20 de outubro do ano passado. Pela versão que a família contou à polícia, o garoto teria pulado o portão de casa enquanto a avó preparava arroz doce, uma das sobremesas preferidas dele.

A polícia fez buscas em vários locais de Rondonópolis. Até cães farejadores vieram de Cuiabá reforçar as buscas, mas o garoto não foi encontrado.

Ao longo das investigações, a polícia também ouviu vizinhos, familiares, conhecidos da igreja que o menino frequentava e até educadores da escola onde estudava.

Nesse um ano de trabalho, o delegado regional da Polícia Civil diz que todas as hipóteses prováveis para o caso foram levadas em consideração.

“É um caso complexo, não temos ninguém que o tenha visto e nem câmeras de segurança”, afirmou o delegado Thiago Garcia Damasceno.

Para o delegado, a criança não tinha desavença com ninguém e na idade que ele estava quando desapareceu, seis anos, dificilmente tinha acesso às redes sociais.

Passado um ano, a polícia diz que as investigações ainda estão em andamento, e que elas só ganham mais força quando há novas pistas.

Mas a principal dificuldade tem sido exatamente essa: conseguir novas pistas.



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Polícia (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial