Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Polícia

Padre é investigado pela polícia por suspeita de importunação sexual a duas mulheres em MT

 |
Divulgação / Reprodução

A Polícia Civil abriu inquérito para apurar denúncias contra um padre que atua em Carlinda, a 724 km de Cuiabá. O padre é suspeito de importunação sexual.

A investigação começou depois que duas mulheres procuraram a polícia para denunciar que tinham sido vítimas do padre.

O delegado Pablo Carneiro, da Polícia Civil de Alta Floresta, já ouviu as duas vítimas e está analisando imagens recebidas, que teriam sido apresentadas como provas do crime.

O caso continua sendo investigado e o suspeito deve ser intimado a prestar depoimento no decorrer do inquérito.

Importunação sexual é crime

A lei de importunação sexual entrou em vigor em setembro de 2018 e caracteriza como crime de importunação sexual a realização de ato libidinoso na presença de alguém e sem seu consentimento, como toques inapropriados ou beijos "roubados", por exemplo.

A importunação sexual difere do assédio sexual, que se baseia em uma relação de hierarquia e subordinação entre a vítima e o agressor.

Quem pratica casos enquadrados como importunação sexual poderá pegar de 1 a 5 anos de prisão.



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Polícia (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial