Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Polícia

Ex-membros da Ello abrem terceira facção do jogo do bicho

 | PJC-MT
PJC-MT

Ex-membros da organização criminosa FMC Ello tentaram, após pedirem demissão, consolidar um novo grupo para explorar o jogo do bicho nos bairros de Cuiabá e Várzea Grande, informou a Polícia Civil.

As informações são da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) e Delegacia Especializada de Fazenda e Crimes Contra a Administração Pública (Defaz), que deflagraram na quarta-feira (29), a Operação Mantus, que desarticulou duas organizações criminosas associadas ao jogo do bicho e lavagem de dinheiro. 

“Em meio às investigações constatou a existência de uma 3º organização, integrada por João Henrique Sales de Souza e Rosalvo Ramos de Oliveira”, destacou o delegado Luiz Henrique Damasceno, da Defaz. 

Consta no processo que Luiz e Rosalvo eram membros da FMC Ello, liderada por Frederico Muller Coutinho.

O primeiro atuava como recolhedor e o segundo, supervisor. “Luiz teria se desligado a Ello para integrar uma nova organização, cooptando os pontos de venda da sua antiga organização e realizando os recolhimentos”, diz trecho do documento.

Rosalvo foi pelo mesmo caminho. Pediu demissão e seu uniu a Luiz. 

Em um diálogo interceptado pela polícia, mostra que os dois ainda tentaram se passar por integrantes da organização de Arcanjo, a Colibri. 

“Mas eles estão achando que essa máquina é do Arcanjo, vamos deixar eles achando que é do Arcanjo, ainda”, disse Rosalvo a Luiz, que respondeu “melhor ainda”. 

Consta ainda no processo que, em 2017, durante a Operação Bairro Seguro, deflagrada pela Segurança Pública, máquinas e apostas do jogo do bicho foram apreendidas em um bar. 

Um dos proprietários do local informou aos policiais que trabalhava para Rosalvo e que ele teria afirmado que a prática estava dentro da legalidade. 

A atuação da dupla foi feita dentro da trilha já aberta pela Ello.

Justiça entendeu que, devido à insuficiência de provas, não há como afirmar a existência de uma nova organização. Mas, reitera a participação da dupla na execução dos trabalhos da FMC Ello.

João e Rosalvo foram presos na quarta-feira (29), ao lado de outras 30 pessoas, após audiência de custódia realizada na 7º Vara Criminal de Cuiabá.

Os presos foram distribuídos entre a Penitenciária Central do Estado (PCE) e o Centro de Custódia de Cuiabá (CCC). 



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Polícia (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial