Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Polícia

Homem mata e enterra duas namoradas em quintal de casa em Cuiabá

 |
Divulgação / Reprodução

Policiais da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e a Perícia Técnica (Politec) realizam na tarde desta segunda-feira (13) as buscas aos corpos de Talissa Oliveira Ormond e a Benildes Batista de Almeida, ambas desaparececidades desde ano de 2013. Elas foram mortas e enterradas no quintal de uma casa no bairro Nova Conquista, em Cuiabá. O suspeito do duplo homicídio foi identificado como Adilson Pinto Da Fonseca, de 48 anos, que mantinha relacionamento com as duas vítimas. Ele já está preso em flagrante por ocultação de cadáver.

O delegado que apura os casos, Fausto José de Freitas, contou ao Olhar Direto que as duas mulheres mantinham um relacionamento com o mesmo homem, que trabalhava como técnico de manutenção de ar-condicionado. Ele explicou como chegou a localização dos corpos. 

“Algumas informações, contradições do suspeito, testemunhas levaram a gente a acreditar que o corpo poderia estar escondido ou até mesmo enterrado no perímetro desta casa. Houve uma testemunha que relatou na época do desaparecimento da primeira, que presenciou uma briga dele com uma menina, com as mesmas características da desaparecida e que ela estava tentando sair da casa, mas ele a arrastou e houve um silêncio, não se ouviu mais nada”.

Com um mandado de busca e apreensão a ser cumprido na residência, um corpo foi localizado. Logo depois, o homem confessou onde teria enterrado o segundo. Ainda segundo o delegado, a casa teria sido construída com dinheiro de Benildes, que trabalhava na Europa, e era casada com Adilson.  
 
O homem está em liberdade e deverá ter um mandado de prisão decretado pelo duplo homicídio. Além disso, deverá ser autuado por ocultação de cadáver.



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Polícia (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial