Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

São Pedro da Cipa

Moradora de São Pedro da Cipa internada com Covid-19 relata dias angustiantes com a doença

 |
Divulgação / Reprodução

Maria Cleomar Chagas Coelho, de 38 anos, é do lar e moradora de São Pedro da Cipa. Ela é um dos cinco casos oficiais de Covid-19 registrados pela Secretaria Municipal de Saúde. Casada, mãe de três crianças, está na batalha contra o inimigo invisível há 12 dias, o qual já adiantou o médico, deixará seqüelas para uma vida toda.

Ao DIAADIADOVALE, a paciente relatou o seu sofrimento e os sintomas ocasionados pelo novo Coronavírus. Ela também fez um comentário na nossa página do Facebook alertando as pessoas da gravidade da doença e recebeu dezenas de mensagens de apoio. Uma delas foi “Que papai do céu derrame bênçãos de saúde sobre sua vida. Tenha fé, vai dar tudo certo! Daqui uns dias você já vai estar na sua casa, pra Glória de Deus” escreveu Zenaide Accordi. 

Da família só ela testou positivo. “Estou lutando contra essa doença, não escondo de ninguém. Nesse exato momento (às 22 horas ), estou no Hospital da Unimed de Rondonópolis em isolamento. Não desejo isso para ninguém, portanto cuide-se, use máscaras,  lave as mãos,  use álcool,  não deixe essa doença derrubar vocês”.  

Maria Cleomar fez questão de destacar que a pessoa  só acredita na doença quando ela bate na porta. “Estamos combatendo um vírus transparente, que a gente não vê, só sente os sintomas gravíssimos, como foi no meu caso. Comecei a ficar no dia  mal no dia 8 de maio e no dia 12 fui internada no Hospital Santa Lúcia. No dia 14, colheram o exame de Swab, que é aquele teste de laboratório. O resultado positivo saiu no dia 15”.

A paciente disse que após o diagnostico da doença, ela recebeu alta e orientação para permanecer em isolamento domiciliar, mas no final de semana passou mal com febre e dores torácica. Na segunda (18), como os sintomas persistiram, ela retornou ao Santa Lúcia. Ao passar por consulta e diante da gravidade, a médica achou melhor transferi-la para Rondonópolis.

“Nesta terça (19), fiz vários exames, entre eles tomografia. O médico disse que infelizmente a doença deixou uma seqüela muito grande no meu pulmão. Vou permanecer em observação e se Deus quiser até quinta-feira (21) devo receber alta e para ficar em isolamento domiciliar”, concluiu.



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de São Pedro da Cipa (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial