Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

São Pedro da Cipa

São Pedro da Cipa reforça ações sociais com Pró-Família

 |
Divulgação / Reprodução
A história de Gerniana Ramos de Oliveira, de 44 anos, toma novos rumos em São Pedro da Cipa. Ela faz parte das 50 famílias beneficiadas através do programa estadual de transferência de renda, Pró Família. Os cartões foram entregues na última sexta-feira pela Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas-MT), junto a prefeitura municipal.
Mãe de um rapaz de 16 anos, que atualmente cursa o ensino médio, a dona de casa afirma que esse é um reforço significativo nas ações sociais, que vem sendo desenvolvidas pela atual administração.

“Minha preocupação sempre foi o meu filho. Com esse valor de 100 reais, vamos poder nos alimentar melhor e, dessa forma, me sinto mais animada para incentiva-lo no futuro profissional, assim como já vem sendo incentivado pelas ações da prefeitura na educação. As mudanças estão acontecendo”, comemorou.

Conforme a primeira dama e secretária de Gestão Social do município, Rafaele de Oliveira Russi, todos os beneficiários serão orientados e assistidos. “Uma garantia de que essas famílias terão o alimento todos os meses, em cima de suas mesas, porém seguindo os critérios estabelecidos, como crianças na escola, participação em cursos profissionalizantes, dentre outros”, assegurou.

Em discurso, o secretário de Setas, deputado estadual licenciado Max Russi, reforçou: “São Pedro da Cipa está de parabéns por toda a sua atuação, ante as frentes sociais, educacionais e culturais. Como eu sempre digo: Não vamos comemorar a entrada da família no programa, mas sim a saída dela”, discursou.
O prefeito Alexandre Russi lembrou das principais atividades desenvolvidas no meio social, assim as mais de 2000 pessoas atendidas em 6 meses, através do serviço de fortalecimento de vínculos, cestas básicas, entrega de casas, dentre outros programas, que visam a atua-sustentabilidade. “Estamos fortalecendo essa força tarefa a cada dia e temos equipes preparadas. Reforçando que o nosso dever não é dar o peixe, mas sim ensinar a pescar”, assegurou

A história de Gerniana Ramos de Oliveira, de 44 anos, toma novos rumos em São Pedro da Cipa. Ela faz parte das 50 famílias beneficiadas através do programa estadual de transferência de renda, Pró Família. Os cartões foram entregues na última sexta-feira pela Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas-MT), junto a prefeitura municipal.
Mãe de um rapaz de 16 anos, que atualmente cursa o ensino médio, a dona de casa afirma que esse é um reforço significativo nas ações sociais, que vem sendo desenvolvidas pela atual administração.

“Minha preocupação sempre foi o meu filho. Com esse valor de 100 reais, vamos poder nos alimentar melhor e, dessa forma, me sinto mais animada para incentiva-lo no futuro profissional, assim como já vem sendo incentivado pelas ações da prefeitura na educação. As mudanças estão acontecendo”, comemorou.

Conforme a primeira dama e secretária de Gestão Social do município, Rafaele de Oliveira Russi, todos os beneficiários serão orientados e assistidos. “Uma garantia de que essas famílias terão o alimento todos os meses, em cima de suas mesas, porém seguindo os critérios estabelecidos, como crianças na escola, participação em cursos profissionalizantes, dentre outros”, assegurou.

Em discurso, o secretário de Setas, deputado estadual licenciado Max Russi, reforçou: “São Pedro da Cipa está de parabéns por toda a sua atuação, ante as frentes sociais, educacionais e culturais. Como eu sempre digo: Não vamos comemorar a entrada da família no programa, mas sim a saída dela”, discursou.

O prefeito Alexandre Russi lembrou das principais atividades desenvolvidas no meio social, assim as mais de 2000 pessoas atendidas em 6 meses, através do serviço de fortalecimento de vínculos, cestas básicas, entrega de casas, dentre outros programas, que visam a atua-sustentabilidade. “Estamos fortalecendo essa força tarefa a cada dia e temos equipes preparadas. Reforçando que o nosso dever não é dar o peixe, mas sim ensinar a pescar”, assegurou
 
 
 


deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de São Pedro da Cipa (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial