Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Juscimeira

Em áudios vazados, vereador insinua suposta propina para aprovar projetos em Juscimeira

 |
Divulgação / Reprodução

Áudios dos vereadores Manoel Fagundes (Neco) e Lindomar Duarte, ambos do PSB, geraram revolta por parte da população, em Juscimeira. No bate-papo entre os dois veteranos do legislativo, vazados na manhã deste sábado (20), um deles menciona que o prefeito, em troca da aprovação de projetos, teria que dar “bença por baixo”, referindo-se supostamente a propina.

Os áudios estão circulando em grupos de WhatsApp de todo o Vale do São Lourenço, tem até uma versão em forma de meme. Mas, que não gostou nada foi a população, que está cansada da velha política praticada por vereadores que se perpetuam no cargo.

“O problema deles é que o Moisés (prefeito) que bloqueou os roubos, os cara estão velhos (vereadores) e se não abrir os cofres públicos para eles. Os caras querem roubar, quer fazer a vida. O filho da (!) quer tirar o prefeito para poder roubar tranqüilo”, disse um cidadão em outro áudio.

O DIAADIADOVALE entrou em contato com os dois vereadores, protagonistas dos áudios vazados, para saber o que eles se referiram quando disseram que o prefeito teria que dar “bença” por baixo. Neco enviou uma mensagem, mas antes de ser visualizada foi apagada. Reiteramos a pergunta e ele respondeu “Se quiser falar comigo me procura ok”. Já Lindomar leu a pergunta e se fez de desentendido.

Os vereadores que, antes da pandemia, estavam em todas as ações do Executivo e parabenizando a gestão do prefeito Moisés dos Santos, decidiram mudar de lado e começaram articular para inviabilizar votação de um projeto de lei de suplementação orçamentária, importante para o desenvolvimento do município, que irá beneficiar a área da Educação com construção de uma creche, Esporte com a construção de um ginásio e Infraestrutura destinada para pavimentação asfáltica de várias ruas.

O prefeito Moisés dos Santos, fez uma transmissão na sua página do Facebook, para esclarecer informações desencontradas referentes ao Projeto de Lei, que foi enviado à Câmara Municipal, onde gerou uma certa polêmica.

“A gente sabe que a Câmara é um Poder independente, onde pode ou não aprovar os projetos enviados, mas cabe a nós do Executivo esclarecer sobre as demandas envidas para que o Legislativo aprove e que a população tenha transparência e saiba quem quer o bem do nosso município”, disse o prefeito, que preferiu não comentar os áudios que estão circulando dos vereadores.



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Juscimeira (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial