Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Juscimeira

Auxílio emergencial falta passar pelo Congresso e ser sancionado pelo presidente, diz secretária

 |
Divulgação / Reprodução

A Prefeitura de Juscimeira, através da Secretaria Municipal de Assistência Social, informa a população que o auxílio emergencial, aprovado ontem (26/03), para trabalhadores autônomos, desempregados e microempreendedores de baixa renda, ainda não recebeu instruções do Governo Federal.

Segundo a secretária de Desenvolvimento Social, Silvani Gomes, para que o benefício entre em vigor, no entanto, a proposta ainda precisa ser aprovada pelo Senado e receber sanção do presidente Jair Bolsonaro e que no momento não está sendo feito nenhum cadastro para o mesmo.

“Após a divulgação da aprovação do auxílio, muitos cidadãos juscimeirenses estão procurando o Centro de Referência Social (CRAS) e entrando em contato através do telefone para cadastrar ao benefício, o qual ainda faltam passar por duas etapas. Assim que for sancionado e tivermos todas as orientações iremos divulgar amplamente para nossa população”, ressaltou.

A secretária destacou que o auxílio terá como objetivo proteger segmentos mais vulneráveis em meio à crise econômica gerada pela pandemia do coronavírus, sendo que o texto aprovado pelos deputados prevê que o benefício emergencial terá duração inicial de três meses, podendo ser prorrogado por mais três meses.

“Assim que a proposta entrar em vigor, também será estabelecido que até dois membros da mesma família poderão receber o benefício, somando uma renda domiciliar de R$ 1.200. Já mulheres que sustentam lares sozinhas poderão acumular dois benefícos individualmente”, concluiu.



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Juscimeira (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial