Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Juscimeira

Por amor aos felinos, casal que cuida de gatos abandonados troca Rondonópolis por Juscimeira

 |
Divulgação / Reprodução

Um casal de servidores públicos estaduais trocou a rotina da cidade grande para dar mais conforto e uma vida digna e mais segura a animais abandonados. A família, que antes não tinha animais domésticos em casa, hoje cuida de 50 gatos de todas as cores, temperamentos com as mais variadas histórias de luta e superação.

A agente penitenciária Bianca Santos de Ávila e seu esposo Odirley Francisco Rodrigues da Silva, ambos conciliam o trabalho na Penitenciária Mata Grande em Rondonópolis e as infinitas tarefas no gatil construído no quintal da casa que eles residem há um ano localizada no Distrito de Fátima de São Lourenço, em Juscimeira.

No gatil, além de suas caminhas e dezenas de casinhas para se esconderem, eles também tem direto a uma cama de casal e outra de solteiro. O mais interessante é que a higienização do local é feita corretamente e não tem nenhum olor. As caixas de areia estão sempre limpas.

Os gatos, as gatas e os gatinhos são todos tratados como reis, rainhas, príncipes e princesas. Tem aquele que já “chega chegando”, passa entre suas pernas e já pede carinho. Tem o bravo que coloca respeito no pedaço. Tem o esnobe. Tem gatinho portador de necessidade especial que faz fisioterapia para recuperar os movimentos das patinhas traseiras. Tem aqueles que preferem não se misturarem, apareceram em um terreno vizinho, mas também recebem atenção, alimentação e água fresca.

A protetora independente explica porque muitos gatos acabaram ficando com ela por não terem encontrado um lar por algum motivo. E ao passar dos anos, fica mais difícil encontrar um lar ou eles se adaptarem.

 “ Tudo começou de forma desinteressada. Minha família não gostava de animais em casa. Um certo dia eu e minha mãe estávamos indo ao shopping e encontramos uma gatinha em um buraco. Pegamos ela e levamos para casa, cuidamos e a partir dela foram vindo vários outros que a gente resgatava e habilitava para adoção até conseguir novos lares para eles”.

Segundo a funcionária pública, foram vários os motivos que levaram ela e seu esposo mudar de cidade. “Nós viemos de lá para cá porque já estava insustentável, superpopulação, não tínhamos espaços suficientes, além de atropelamento e animais envenenados. Foi ai que resolvemos a mudar para Fátima de São Lourenço para dar uma vida melhor aos animais.

Dos 50 gatos que estão com Bianca e esposo, cerca de 10 estão disponíveis para a adoção. São animais dóceis, bem cuidados e estão a espera de um lar. As pessoas que quiserem tanto adotar quanto ajudar podem entrar em contato através do telefone/ WhatsApp (66) 99972-1441.

 



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Juscimeira (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial