Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Jaciara

Entenda como funciona a rede saúde de Jaciara: HMJ e PSF

Confira abaixo os números dos atendimentos realizados nos dois primeiros anos da atual gestão

 | Assessoria de Imprensa
Assessoria de Imprensa

Muitos cidadãos ainda têm dúvidas sobre qual lugar procurar em caso de uma doença, emergência ou até mesmo um mal estar. A falta desta informação leva com que muitos usuários acabam descontentes com o atendimento recebido. O Sistema Único de Saúde (SUS) é complexo e formado por uma série de unidades que se complementam para atender as pessoas de acordo com a demanda e de maneira eficiente. 

A secretária municipal de Saúde de Jaciara, Suely Cristina Castro, explica que o primeiro contato da população com o SUS deve ser através de uma Unidade Básica de Saúde. Conhecidos por PSF, onde mesmo antes de adoecer, as unidades possuem papel prioritário na prevenção e promoção da saúde, onde o cidadão de cada região poderá ter garantida a prevenção, recuperação, reabilitação de doenças e agravos mais frequentes, e a manutenção da saúde desta comunidade e tendo garantia ainda da continuidade do atendimento, diferente de um atendimento hospitalar.

“É na Unidade Básica de Saúde que o paciente também tem outros serviços como vacinação, realização de testes rápidos, coleta de preventivo (c.c.o), troca de curativos, injeções, distribuição de preservativos, aferição de pressão arterial, teste de glicemia capilar, além de atendimento médico, odontológico e de enfermagem”, destacou. 

Quando o paciente é examinado em uma Unidade Básica de Saúde e se constata a necessidade de um atendimento emergencial ou com maior complexidade, o Hospital Municipal de Jaciara (HMJ) é quem recebe o indivíduo. Lá, o atendimento é 24 horas, todos os dias da semana.

Para se ter uma ideia, segundo relatório de prestação de contas da Atenção Básica, que engloba todas as Unidades Básicas de Saúde, nos dois primeiros anos da atual gestão foram realizados 52.443 consultas médicas, 9.501 curativos, 8.794 testes de glicemia capilar, 68.118 aferições de pressão arterial, 154.026 visitas domiciliares, 2.496 preventivos, além de cadastramento de usuários e domicílios. Já na área da saúde bucal, no mesmo período, foram realizadas 12.309 consultas odontológicas, 32.092 procedimentos, 54 próteses confeccionadas e 4.959 ações coletivas de bochecho fluorado e escovação supervisionada. 

Já o Hospital Municipal de Jaciara está preparado para receber pacientes quando o caso é mais grave. A unidade é o coração do Vale do São Lourenço, onde são atendidos pacientes de Jaciara e dos municípios de Dom Aquino, Juscimeira e São Pedro da Cipa. No mesmo período, de 2017 a 2018, o HMJ realizou 101.279 atendimentos. Do montante, 88.903 foram moradores de Jaciara, 6.110 pacientes de São Pedro da Cipa, 3.203 de Juscimeira, 954 encaminhados de Dom Aquino, além de 2.109 de outros, como pessoas de passagem ou vitimas de acidentes das rodovias federal e estaduais na região. 

Entre os procedimentos realizados no Hospital Municipal de Jaciara estão: internação hospitalar (2.696), consulta ambulatorial (74.558), parto normal (283), parto cesárea (467), exame de raio-x (21.459), pequenas cirurgias (579), transporte de paciente (1.236), cirurgias eletivas (91) e procedimentos ginecológicos (115).



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



  • Liliane 24/06/2019 às 09h03 Jaciara/Mt  - 

    Eu acho que parte do dinheiro que vem para os municípios destinados a saúde, deveria ser destinado ao HMJ. Porque é o único hospital da região que obtém vários especialistas e tem capacidade para receber pacientes com estados graves de saúde.

mais lidas de Jaciara (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial