Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Mato Grosso

Governo recupera 16 km do Anel Viário de Rondonópolis e faz entrega à população

Cerimônia terá a presença do governador Mauro Mendes e do secretário de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira; obra contou com investimentos de R$ 7,13 milhões

 |
Divulgação / Reprodução

A obra de restauração do Anel Viário de Rondonópolis (217 km de Cuiabá) está finalizada e será entregue à população pelo governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra). A cerimônia oficial acontece nesta sexta-feira (07.02), a partir das 9h30, e contará com a presença do governador Mauro Mendes e do secretário de Infraestrutura, Marcelo de Oliveira.

Os 16 quilômetros do rodoanel, que incluem as rodovias MT-483 e MT-270, nos entroncamentos da BR-163, margeando a cidade de Rondonópolis, foram totalmente recuperados e ganharam uma capa de Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ) e sinalização. "Quando assumimos a secretaria, no início de 2019, o Anel Viário de Rondonópolis existia, mas estava totalmente acabado, degradado. Concluímos os primeiros serviços de restauração e estaremos entregando à população nesta sexta-feira (07.02)", destacou o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira.

De acordo com o secretário, todo o trecho da rodovia recebeu uma camada de Tratamento Superficial Duplo (TSD), com capa selante, e ainda dois centímetros de Concreto Betuminoso Usinado a Quente, o CBUQ. "Fizemos um serviço de restauração de base muito bem feito e um trabalho de reciclagem de material. Aquele trajeto que demorava até uma hora para fazer a travessia de 16 quilômetros, agora é percorrido em 15 minutos", afirmou.

O titular da Infraestrutura ressaltou ainda que a equipe da Sinfra continuará em campo, mesmo após o término dos serviços de restauração. Isso porque, a equipe de fiscalização da pasta identificou que será necessário reforçar o sistema de drenagem em alguns pontos da pista para evitar que a água invada a rodovia durante a época das chuvas. "Fizemos primeiro a restauração porque não podíamos perder a sub-base da pista. Estamos fazendo agora o reconhecimento para identificar também os pontos onde serão necessários a realização da drenagem", concluiu ele, dizendo que esse trabalho terá início após o fim do período chuvoso.

Obras

Os serviços de restauração do anel viário, orçados em R$ 5,94 milhões, tiveram investimento final de R$ 7,13 milhões. A alteração do valor, autorizada pela Sinfra por estar dentro dos limites previstos na Lei de Licitações (n º 8666/83), deveu-se ao laudo de vistoria da equipe de supervisão da obra que detectou a necessidade de aplicação de uma camada de CBUQ sobre a camada de TSD, prevista em contrato. Conforme relatório da supervisão, a rodovia deveria receber também o CBUQ devido ao fluxo elevado de veículos pesados (carretas bitrem e tritrem), o que foi acatado pela fiscalização.

A obra de recuperação do contorno viário foi tocada pela empresa ENPA Engenharia e Parceria Eirelli, que venceu o processo licitatório concluído em agosto de 2019. Conforme o edital, o prazo de execução da obra, iniciada em setembro do ano passado, era de oito meses (240 dias), com vigência contratual de 11 meses (330 dias).

Balanço

Em 2019, a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) concluiu 45 obras num total de mais de 500 quilômetros, o que representa 31% do total de 140 ações (obras e serviços) tocadas pela pasta no ano. O número engloba obras rodoviárias (rodovias e pontes), contratos remanescentes da Copa do Mundo e pavimentação urbana, beneficiando diretamente 29 municípios de Mato Grosso.



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Mato Grosso (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial