Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Mato Grosso

Morador de VG foi contaminado por cerveja que já matou 4 pessoas

 |
Divulgação / Reprodução

Um morador da cidade de Várzea Grande está entre as vítimas que foram intoxicadas pela cerveja Belorizontina, da marca Backer, que continha a substância dietilenoglicol.

A substância provoca graves danos aos rins e pode levar à morte. Até o momento, o número de suspeitos de intoxicação é de 29 pessos; quatro mortes foram confirmadas no País.

Segundo apurou a reportagem, o homem passou as festividades de fim de ano com a família, que mora em Belo Horizonte, onde consumiu ao menos duas garrafas da cerveja.

No dia seguinte, ele teria começado a passar mal, com dores abdominais, náuseas e vômitos. Em seguida, procurou ajuda médica.

Curiosamente, segundo relatou uma fonte, que pediu para não ser identificada, seu quadro de saúde só não se agravou porque o homem teria tomado cachaça junto com a cerveja.

O álcool etílico (etanol) é o antídoto contra o dietilenoglicol, e está sendo usado para o tratamento das vítimas.

Dias depois, após o tratamento, o homem voltou a Mato Grosso, mas precisou ser novamente internado. Ele ficou quatro dias recebendo cuidados médicos, em um hospital de Cuiabá, durante a semana passada.

A cervejaria Backer enviou uma equipe a Cuiabá para acompanhar o tratamento.

"Ele está normal"

A reportagem entrou com um familiar do homem, que confirmou o caso, mas preferiu não dar maiores detalhes sobre a ocorrência.

“Realmente estivemos em Minas Gerais e ele consumiu a cerveja... Mas ele é muito reservado e não quer dar entrevista. O que eu posso dizer que o estado de saúde dele, hoje, está normal”, disse.



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Mato Grosso (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial