Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Mato Grosso

Click Jud registra quase 15 mil usuários em menos de quatro meses

 |
Divulgação / Reprodução

Lançada há menos de quatro meses, a plataforma Click Jud vem se consolidando como uma ferramenta que propicia praticidade e agilidade no acesso a serviços judiciais e administrativos do Poder Judiciário de Mato Grosso. Ela contabiliza até agora 14.667 usuários, ou seja, registra uma média de 5 mil novos visitantes por mês e quase 40,5 mil acessos. Apesar de a maioria dos acessos terem sido feitos no Brasil (92,36%), o Click Jud já foi acessado em diversos países e territórios, como Estados Unidos, França, Finlândia, República Tcheca, Cingapura, Hong Kong, Áustria e Reino Unido.

 “De outubro para cá percebemos um crescente número de usuários, com ênfase inclusive em situações que a gente não esperava, pois uma parte do público nem está no Brasil”, afirma o coordenador de Tecnologia da Informação do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Thomás Augusto Caetano. Segundo ele, quinzenalmente a ferramenta passa por nova atualização e uma nova versão é lançada, com melhorias na funcionalidade, navegação e correção de eventuais falhas.

Dentre os diversos serviços fornecidos, os mais buscados via Click Jud são a consulta processual e de pautas de julgamento, assim como o Portal de Documentos, que permite o acesso a peças processuais com a consulta por QR Code. “É uma das funcionalidades mais usadas, que é o acesso aos documentos pelo QR Code, e traz um impacto direto no consumo de papel e impressão. Especificamente essa funcionalidade, que foi implementada no final de 2017, tem tido uso crescente, evitando assim imprimir a peça inicial nas citações que o Judiciário faz dentro de um processo eletrônico”, explica o coordenador.

Uma das facilidades possibilitadas pelo portal, a intimação via QR Code permite que, ao invés do oficial de justiça ter que levar uma cópia da inicial do processo para a parte, ele entregue apenas um papel onde consta um QR Code (código de barras) e oriente a pessoa a fazer a leitura com o smartphone. Ali, a pessoa terá acesso a toda a movimentação judicial. A inovação ainda ajuda o meio ambiente, já que reduz o número de impressões.

Por enquanto, 52% dos usuários acessam o Click Jud pelo desktop (https://clickjudapp.tjmt.jus.br/home), mas o acesso via mobile – por meio de celular e tablet - tem crescido, “em especial nesse período que passamos de recesso forense, em que é típico o usuário acessar o aplicativo através do seu dispositivo móvel. É o que é esperado. Estamos trabalhando dedicados para que o aplicativo seja cada vez mais prático de ser utilizado do próprio dispositivo móvel. A ferramenta não ocupa espaço. A exigência de memória de armazenamento é mínima, de maneira que todos os aparelhos que estão em uso tem capacidade de receber o aplicativo.”

Na próxima atualização, o Click Jud deve receber melhorias com relação aos serviços de push, que é a notificação sobre movimentação processual por e-mail. “Devemos migrar todos os usuários do push tradicional para dentro do aplicativo, já com mais eficiência e confiabilidade no serviço. Isso no mês de fevereiro. A notificação vai poder ser feita também pelo dispositivo móvel, através do próprio celular. Ele vai receber o e-mail, mas no Click Jud ele terá também a possibilidade de ser notificado instantaneamente do andamento processual direto no celular”.

A plataforma pode ser acessada pelo computador, tablet ou smartphone, pois tem design responsivo, que se adapta ao tipo de tela em que é aberta, e está disponível nos sistemas operacionais Android, IOS e Windows. Por meio dela também é possível emitir guias e certidões, fazer reclamações, sugestões e elogios na Ouvidoria, entre outros serviços. Em casos de eventuais indisponibilidades de sistema, o advogado ainda pode pedir uma certidão com a qual poderá restituir o prazo processual. Para os servidores do TJ, a ferramenta também serve para consultar o holerite e acompanhar a folha de ponto e os pedidos de requerimentos de ajuste.

Acesso - Para acessar, basta digitar no navegador clickjudapp.tjmt.jus.br, fazer a autenticação (com a matrícula e senha, no caso de servidor do TJ ou através do perfil no Google ou Facebook) e já começar a usar. Para não ter que digitar o endereço todas as vezes que quiser acessar, basta selecionar o endereço entre os favoritos, que o portal terá seu atalho aparecendo como um aplicativo, na tela inicial do aparelho.

Ao fazer login com o perfil das redes sociais, a busca processual é limitada aos andamentos. Para ter acesso a todo o conteúdo dos autos, é preciso acessar com o CPF. Ainda sobre a consulta processual, pelo Click Jud também é possível compartilhar o processo como link por WhatsApp.



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Mato Grosso (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial