Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Mato Grosso

Governo estima pagar 13º em parcela única até 20 de dezembro

 | Foto: Ednilson Aguiar
Foto: Ednilson Aguiar

O governador Mauro Mendes (DEM) acredita que o Mutirão Fiscal poderá trazer R$ 400 milhões para o Estado, que deverá ser utilizado para o pagamento do 13º salário dos servidores, além de outras despesas de custeio.

"Nós esperamos chegar ao final com algo em torno de R$ 400 milhões neste momento, fazendo com que isso traga  recursos importantes para trazer o equilíbrio fiscal do Estado nesse fim do primeiro ano do nosso mandato", disse Mendes nesta sexta-feira (1).

Isso porque os recursos do Mutirão deverão ser depositados na Fonte 100 do Estado, que é utilizado para pagamento de salários, custeio e investimentos.

De acordo com o secretário de Estado de Fazenda (Sefaz), Rogério Gallo, a previsão do governo é que até o fim deste mêsconsiga arrecadar no mínimo R$ 200 milhões.

"Tem uma parte de recursos que estão sendo provisionados já. Estamos preparando para este evento que está sendo importante para a vida do Estado, na vida do servidor – que é direito o 13º - e para o comercio que é beneficiado pelo 13º", disse o secretário.

Gallo lembra que a folha salarial de dezembro é de R$ 500 milhões, mais 560 milhões referente ao 13ºo. A previsão, segundo o governo, é pagar os salários até o dia 10 de dezembro todos os servidores. Já o 13º até o dia 20 de dezembro em uma única parcela.

O mutirão é realizado em parceria com o Poder Judiciário Estadual. O atendimento é feito no segundo andar da Arena Pantanal, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, sem intervalo para almoço, com distribuição de senhas até às 16h. O acesso é pelo portão A do estádio. 

A exceção ficará por conta dos dias em que haverá jogos pelo Campeonato Brasileiro da série B. Nestas datas (1º, 5 e 12/11), o atendimento ficará reduzido até às 13h, com distribuição de senhas até às 11h.

Durante o Mutirão Fiscal será possível renegociar dívidas fiscais e tributárias geradas no âmbito dos seguintes órgãos: Secretaria de Fazenda (Sefaz), Procuradoria Geral do Estado (PGE), Instituto de Defesa Agropecuária (Indea), Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran), Procon e Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados (Ager). 



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Mato Grosso (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial