Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Mato Grosso

Mato Grosso assina protocolo para combater tráfico de pessoas entre Brasil e Bolívia

 |
Divulgação / Reprodução

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, assinou nesta quarta-feira (31.07) o Protocolo de Intenções com a Bolívia para estabelecer políticas, projetos e ações de prevenção e enfrentamento ao tráfico de pessoas. O documento, que estabelece responsabilidades e metas a serem cumpridas pelos dois governos, será encaminhado para apreciação e assinatura do governo boliviano.

Os termos técnicos para execução das medidas que irão combater o tráfico de pessoas entre Brasil e Bolívia foram discutidos em reuniões realizadas nos dias 29, 30 e 31 de julho, em Cuiabá, na 2ª Reunião Bilateral Brasil-Bolívia sobre Tráfico de Pessoas. A ação foi coordenada pelo Núcleo Estadual de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas (Netrap), que é vinculado a Secretaria de Assistência Social e Cidadania (Setasc).

Além de representantes que atuam na área da segurança, educação e saúde de Mato Grosso, uma delegação da Bolívia estava presente para discutir as demandas e necessidades que deverão estar inclusas no acordo bilateral. O governador Mauro Mendes destacou a importância da parceria para coibir o tráfico de pessoas. “É fundamental que todos os organismos do Estado estejam alinhados para que a cooperação com a Bolívia funcione, assim evitaremos que pessoas sejam tratadas de formas inaceitáveis”. 

A secretária da Setasc, Rosamaria Carvalho, pontuou que a reunião é um avanço necessário para as discussões que envolvem a problemática. “Ressaltamos a necessidade de envolvimento de outras secretarias e entidades ligadas ao Estado”.

A coordenadora do Comitê Estadual de Prevenção e Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas (Cetrap-MT), Dulce Regina Amorim, disse que nos três dias de discussões foi elaborado um planejamento de ações de prevenção e enfrentamento ao tráfico. “O trafico de pessoas é um crime subnotificado. Esse trabalho irá dar visibilidade a situação. Há que não acredita que exista tráfico de pessoas em Mato Grosso”.

Marlene Calvo Thames, representante do Ministério de Governo da Bolívia e integrante do Conselho Plurinacional Contra ao Trafico de Pessoas da Bolívia, explicou que entre as medidas já discutidas e que deverão ser colocadas em prática nos dois países está o fortalecimento nos controles migratórios, principalmente no controle de entrada e saída de crianças e adolescentes. “Iremos reforçar a identificação dos passaportes e documentos. Também devemos realizar eventos com a finalidade de prevenção e promover materiais gráficos com a mesma linha gráfica, mas disponível no português e no espanhol”.



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Mato Grosso (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial