Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Mato Grosso

Armado com machado, professor surta e tranca estudantes em laboratório no IFMT

 | Vinicius Lemos
Vinicius Lemos

Um professor do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), do campus do Centro de Cuiabá, de Geografia, diagnosticado com bipolaridade, teve um surto e trancou quatro alunos em um dos laboratórios, na manhã desta sexta (10). Ele estava armado com um machado. Havia 4 alunos na sala e ninguém se feriu. O professor saiu preso no camburão da Polícia Militar.

A ocorrência foi atendida pelo 1º e 10º Batalhão da PM, que contornou a situação, com a ajuda também da Rotam.

O coronel Rodrigues, que atendeu à ocorrência, explica que primeiro militares tranquizaram os alunos, professores e familiares dos alunos. "A PM agiu rápido, atendendo solicitação da direção, fez o contato e a negociação com o professor, desestimulando-o a prosseguir com o ato, liberando os alunos e realizando a prisão e condução pra atendimento médico posterior na delegacia".

O professor, de iniciais R.S., que é lotado no setor de Geo-Processamento, foi atendido na Policlínica do Verdão. A reportagem apurou no local que ele foi sedado e só depois será encaminhado à Central de Flagrantes.

Segundo informações preliminares, sofre com transtornos mentais. Em um determinado momento da aula, teria se trancado com os alunos dentro da sala. O docente portava machado e, para o ataque, estava afiando uma estaca de madeira, de acordo com boletim de ocorrência.

Os policiais dialogaram com ele e, como já estava calmo, conseguiram retirar as armas dele.

O agente chamou o Samu, que prestou atendimento ao professor e foi encaminhado para unidade de saúde. A Polícia Militar acompanhou a ambulância.

Conforme apurou o RDNEWS, o professor teve outro surto ontem à tarde (9), durante uma reunião de formação, na sala de projeções. Ele está fazendo doutorado. Todos ficaram assustados, porque parecia que ia atacar alguém. Um outro professor, colega dele, o abraçou e o acalmou. Nisso, ele foi saindo do surto.

O motivo do surto seriam os cortes na Educação, feitos pelo Governo Bolsonaro. Como ele é doutorando, teria ficado preocupado com o risco do curso não ter continuidade.

Este é o segundo momento de tensão que o IFMT enfrenta em menos de 15 dias. No dia 29 de abril, a PM também foi acionada depois de mensagens de ameaças a professores, circularem nas redes sociais. Os alunos chegaram a ser encaminhados para quadra poliesportiva (Fornão) para serem informados que não havia riscos de ataque ao local.



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Mato Grosso (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial