Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Meio Ambiente

Sema aplica R$10 milhões em multas no Médio-Norte de Mato Grosso

A operação foi realizada nos municípios de São José do Rio Claro e Nova Maringá e impediu o desmate de 600 hectares de floresta

 | Os proprietários foram autuadas por descumprir o embargo, impedir a regeneração da mata e exercer atividade com potencial poluidor sem autorização da Sema - Foto por: Sema-MT
Os proprietários foram autuadas por descumprir o embargo, impedir a regeneração da mata e exercer atividade com potencial poluidor sem autorização da Sema - Foto por: Sema-MT

A Secretaria de Meio Ambiente fiscalizou quatro mil hectares embargados nos municípios de São José do Rio Claro e Nova Maringá, em região de floresta amazônica. Os fiscais da Sema aplicaram cerca de R$ 10 milhões em multas e apreenderam um trator de esteira e um pulverizador agrícola.

Os proprietários foram autuados por descumprir o embargo, impedir a regeneração da mata e exercer atividade com potencial poluidor sem autorização da Sema. Em áreas embargadas por desmatamento ilegal o dono da terra fica impedido de exercer atividades econômicas no aloca, como por exemplo, agricultura ou pecuária e, além de responder administrativamente, deve permitir que a floresta cresça novamente.

Durante a ação, os agentes da Superintendência de Fiscalização também flagraram o desmate ilegal de 600 hectares. A ação ocorreu entre os dias 06 e 09 de abril. Esta semana, outras quatro equipes seguem a campo para combate ao desmatamento ilegal e outros crimes contra a flora.

Atividade essencial

As atividades de fiscalização ambiental, que incluem as ações de monitoramento e controle de crimes ambientas como desmatamento e exploração florestal ilegais, pesca predatória, caça ilegal, poluição causara por empreendimentos, dentre outros, seguem em pleno funcionamento.

De acordo com artigo 8o., inciso XXVI, do decreto Estadual 432/2020, a fiscalização ambiental é considerada atividade essencial no Estado. Ao se deparar com crimes ambientais, o cidadão pode fazer denúncias pelo 0800 65 3838 ou via aplicativo MT Cidadão (disponível para IOS e Android).



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Meio Ambiente (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial