Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Meio Ambiente

Reservatório da Usina de Sinop está cheio

 |
Divulgação / Reprodução

Sinop Energia concluiu ontem (13) o enchimento do reservatório da Usina Hidrelétrica (UHE) Sinop, projeto que está em fase final de implantação no rio Teles Pires, Cláudia e Itaúba (Nortão). A empresa assegura que o procedimento foi minuciosamente controlado e que o processo de enchimento foi finalizado de forma progressiva, alcançando a cota 302 (nível máximo operativo), correspondente à uma área de 342 km² e um volume total de 3 bilhões de m³.

O procedimento de formação do lago da Usina iniciou em 30 de janeiro e contou com o acompanhamento diário da secretaria de Estado de Meio Ambiente. De acordo com o diretor-presidente da Sinop Energia, Jean-Christophe Delvallet, todo o processo foi executado dentro das obrigações estabelecidas no Projeto Básico Ambiental (PBA) e no Plano de Enchimento Controlado (PEC), o que evidencia o compromisso da empresa com as pessoas e o meio ambiente. 

Conforme Delvallet, várias ações foram desenvolvidas pela Sinop Energia para que o processo, como um todo, ocorresse com êxito e segurança. “Podemos destacar as análises regulares da qualidade da água no reservatório ao longo da sua formação, que permaneceram dentro do previsto pelo modelo matemático, o resgate cuidadoso de 25 mil animais realizado pela equipe do Programa de Afugentamento e Resgate da Fauna Terrestre da UHE Sinop e também as atividades do Programa de Comunicação Social que antecederam todo o processo”, acrescentou.

O diretor de Meio Ambiente da Sinop Energia, Ricardo Padilha, lembrou sobre a importância dos programas básicos ambientais (PBA’s) em que totalizam 41 desenvolvidos pela Usina. “Todas as atividades são fundamentais para o sucesso do projeto ao longo de sua implantação, mas quero salientar que os trabalhos não param após o enchimento do reservatório”, explicou. “Na fase de operação os programas permanecerão com o mesmo afinco e dedicação por parte do Empreendimento”, acrescentou.

Área de segurança do lago

De acordo com a diretoria da Sinop Energia, embora atrativo, o lago formado pode apresentar riscos se os limites de segurança não forem respeitados. Por esta razão é importante que o público respeite os alertas instalados a montante e a jusante imediatos do barramento da Usina durante as atividades de lazer e pesca. Além disso, conforme a Lei Estadual nº 9096 de 2009 é proibido pescar no Estado de Mato Grosso a 200 m acima ou abaixo das barragens.



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Meio Ambiente (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial