Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Política

Governo resolve antecipar feriados e agrupa dez dias de paralisação; projeto deve ser votado na AL

 |
Divulgação / Reprodução

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), optou por antecipar os feriados para tentar conter o avanço do novo coronavírus (Covid-19). A decisão foi tomada no final da tarde e início da noite desta segunda-feira (22) em reunião com os deputados estaduais no Salão Garcia Neto.

Caso o projeto seja aprovado, serão antecipados cinco feriados a partir de sexta-feira (26). Como a sexta-feira seguinte é a Sexta Feira Santa, seria feriado desta sexta-feira (26) até o domingo de Páscoa (4), totalizando dez dias corridos. Mesmo assim, o atual decreto segue valendo, com os mesmos horários e restrições. Na prática, somente o serviço público irá parar obrigatoriamente.

O projeto já havia sido anunciado por Mauro na última sexta-feira (19), e seria votado nesta segunda-feira (22) na Assembleia Legislativa, mas foi tirado de pauta para ser discutido com os deputados. Agora, o projeto será votado na terça-feira (23), para começar a valer na sexta-feira (26).

"Vai mandar o projeto de leis de antecipação de feriados e vamos analisar. Já falei para o governador, todos os deputados, deputado Nininho, Janaina, Sebastião Rezente, o próprio Max, Botelho, vamos fazer uma análise do projeto que vai ser mandado para a Assembleia para ver qual será o encaminhamento. Apesar de que eu entendo que o decreto está valendo mesmo com uma lei antecipando feriado", explicou o líder do governo na ALMT, Dilmar Dal Bosco (DEM).

"O projeto é antecipar cinco feriados mantendo os mesmos horários do decreto atual, de supermercados, bares, farmácias. O que tem de diferente é só a antecipação de feriados", explicou o deputado Paulo Araújo (PP). "Do que está hoje regrando o funcionamento do comércio como um todo não há mudança nenhuma (...) Não tem restrição de circulação de pessoas, somente a partir das 21 horas".

Somente nas últimas 24 hors, Mato Grosso registrou 125 mortes pelo novo coronavírus (Covid-19), alcançando um triste recorde. Há mais de quinze dias o sistema de saúde estadual está colapsado, e já há centenas de pessoas aguardando por leitos de UTI.



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Política (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial