Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Política

Deputados derrubam veto e FEX poderá ser usado para pagar RGA aos servidores

Veto do governador que proibia a inclusão do Fundo de Auxílio às Exportações na Receita Corrente Líquida do Estado foi derrubado durante a sessão vespertina de terça-feira (09) da Assembleia Legislati

 |
Divulgação / Reprodução

Os deputados derrubaram, na sessão vespertina de terça-feira (09) da Assembleia Legislativa, o veto do governador Mauro Mendes (DEM), que impedia que o FEX [Fundo de Auxílio às Exportações] fosse incluído na Receita Corrente Líquida do Estado (RCL), com objetivo de pagar a RGA [Revisão Geral Anual] aos servidores do Executivo.

A derrubada do veto foi destacada pela deputada Janaína Riva (MDB), que faz parte da base do Governo na Assembleia. Ela explicou que, durante a sessão de terça, os deputados concentraram grandes esforços para reverter a situação, ao ponto de outras pautas importantes serem deixadas de lado, como, por exemplo, a derrubada dos vetos às emendas impositivas.

"O objetivo principal era incluir o FEX nas receitas correntes líquidas do Estado e a gente cumpriu esse objetivo, eu acho que agora a gente terá mais tempo para debater os outros projetos", ressaltou.

O presidente da Assembleia, deputado Eduardo Botelho (DEM) detalhou que a derrubada do veto só foi possível porque há uma previsão constitucional de o benefício ser repassado de maneira obrigatória. Atualmente, não há uma lei que determina a inclusão do FEX no orçamento da União para ser repassado aos estados.

"Por que o Governo não queria o FEX na Receita Corrente Líquida? Porque não havia previsibilidade garantida. Mas todas as informações que temos hoje do Congresso Nacional é que quando vir o FEX ele já virá com uma lei dando garantia de repasse todos os anos", enfatizou o deputado. 

Acrescentou que diante desse cenário não vê problemas de a Assembleia ter derrubado o veto do governador, já que o próprio "já havia dito que caso houvesse uma previsibilidade constitucional" o FEX poderia entrar na Receita Corrente Líquida do Estado. 

A derrubada do veto também foi parte de uma articulação do Fórum Sindical, entidades que representam os servidores, como forma de garantir que o Governo repasse o RGA aos trabalhadores, que não recebem o benefício há dois anos. 



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Política (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial