Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Política

Em cinco meses, Selma Arruda é a senadora de MT que mais gastou cota parlamentar

 |
Divulgação / Reprodução

O Portal Transparência do Senado aponta que entre os três representantes de Mato Grosso na Casa de Leis, a senadora Selma Arruda (PSL) foi quem mais gastou sua Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (antiga Verba Indenizatória). Os dados são referentes aos meses de janeiro e maio deste ano.

Conforme o portal, a senadora utilizou R$ 104.299,72 mil da verba, sendo seu maior gasto, valor de R$ 30.006,90 mil, foi com aluguel de imóveis para escritório político; seguido por divulgação da atividade parlamentar no montante de R$ 27.160,00 mil, no qual consta empresas de comunicação da Capital e de impressões gráficas.

Segundo o Portal do Senado, entre fevereiro e maio, Selma gastou com passagens aéreas o valor de R$ 21.826,08 mil, um total de 31 viagens Cuiabá-Brasília e Brasília-Cuiabá, com gastos tarifários (por viagem) que variam entre R$ 261,87 a R$ 1.766,03 mil.

Em relação a locomoção, hospedagem, alimentação e combustível, a senadora de primeiro mandato gastou R$ 17.637,93 mil. Além disso, ela ainda efetuou gasto de R$ 3.968,81 mil com material de consumo e R$ 3,7 mil com serviços de apoio ao parlamentar.

Jayme Campos

O senador Jayme Campos (DEM) foi o segundo que mais gastou um total de R$ 74.238,07 mil. O maior gasto do democrata foi com passagens aéreas no valor de R$ 32.708,57 mil. Conforme o Portal do Senado, Jayme realizou de fevereiro a maio ao todo 33 viagens áreas Cuiabá-Brasília e Brasília- Cuiabá, com gastos tarifários (por viagem) que variam entre R$ 351,95 até R$ 2.506,72 mil.

O segundo maior gasto com senador foi com a divulgação da sua atividade parlamentar no valor de R$ 22 mil. Os valores são referentes aos meses de abril e maio, com empresa de filmagem e de propaganda.

Além disso, o democrata ainda gastou R$ 11.870,80 com aluguel de imóveis para escritório político, sendo que um deles fica localizado em Cuiabá; R$ 6.900,00 mil com combustível; e R$ 758,70 com aquisição de material de consumo.

Wellington Fagundes

Já o senador Wellington Fagundes (PL) foi o que menos gastou a Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar, tendo usufruído até o momento o valor de R$ 62.312,07 mil.

Conforme o Portal do Senado, deste o valor, R$ 29.383,17 mil é referente a aluguel de escritório político em Cuiabá - principal fator do gasto está relacionado as despesas com taxa de condomínio do imóvel locado pelo senador e gastos com energia elétrica.

Com passagens aéreas, Fagundes gastou R$ 14.730,03 mil em 17 viagens entre os meses de janeiro e março, com gastos tarifários (por viagem) que variam entre R$ 309,95 a R$ 1.713,32 mil.

Além disso, o parlamentar gastou R$ 7.488,99 mil com aquisição de material de consumo.



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Política (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial