Temperatura do dia: Em - MT
ºC |
PUBLICIDADE

Política

Silval afirma que Taques foi de pai da moralidade a criminoso

 |
Divulgação / Reprodução

Primeiro ex-governador de Mato Grosso a ser preso, Silval Barbosa tem compartilhado seus conhecimentos sobre política com a imprensa do estado. A última avaliação dele foi em relação ao seu sucessor, Pedro Taques (PSDB) que, segundo Silval, teria passado de pai da moralidade a criminoso.

O ex-governador afirma que Taques, como muitos que chegam ao poder, se disfarçam de “paladinos da moralidade”, mas depois começa a aparecer a verdade.

“Eu falei na minha delação, eu fiz acordo com o Pedro Taques. Eu arrumei, via JBS, dinheiro para a campanha dele, está no meu acordo. Todo mundo fala. É só ler e ver. Está se comprovando tudo de errado que ele fez, está fazendo e o que vai aparecer ainda”, explica Silval.

A descoberta de casos como os de Taques e, mais recentemente, da senadora Selma Arruda (PSL) seriam positivos para o estado, na visão do ex-governador. “Isso é bom para Mato Grosso, vai passando a limpo. Eu espero que a minha colaboração, pelo menos mostrou a imprensa aí, que o Estado já recuperou mais de R$ 2 bilhões, fruto da nossa colaboração”.

Ele espera que o seu caso sirva de exemplo para que a classe política não volte a cometer os mesmos erros. “Isso não é só o dinheiro, tem que também mudar a cabeça de quem está no poder e daqui para frente. Tem que levar a sério mesmo. É isso. Hoje eu reconheço, me arrependo, peço desculpas para a população”.

Para Silval, a questão não é só reconhecer o erro, mas também pagar pelo que fez, o que ele diz estar fazendo através do acordo de colaboração premiada. “Quando você erra, assume que erra e quer contribuir, tem que ser como pedagógico pelo menos, tudo aquilo que fez de errado para que as pessoas não venham a cometer os mesmos erros”.

Outro lado

O ex-governador Pedro Taques foi contatado via telefone, mas não atendeu ou retornou às ligações. 



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Política (últimos 30 dias)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial