PUBLICIDADE

Turismo

Lei Federal pode permitir que iniciativa privada administre o turismo no Parque Nacional de Chapada

Para conseguir chegar a essa proposta, a bancada federal de Mato Grosso deve fazer esforço concentrado, fazendo uma emenda à Lei 13.688

 |
Divulgação / Reprodução


A Assembleia Legislativa de Mato Grosso realizou nesta quinta-feira (9), a segunda audiência pública para debater a situação do Parque Nacional de Chapada dos Guimarães. Neste segundo encontro, o debate ficou por conta do uso das concessões públicas.

O deputado estadual Wilson Santos (PSDB), que conduziu as discussões no auditório Milton Figueiredo, na ALMT, disse, após o evento, que existe uma saída para que o Parque Nacional de Chapada dos Guimarães tenha uma gestão compartilhada entre o público e o privado.

"Começamos com a ideia da estadualização. Encontramos muitas resistências do ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) e do governo federal. O ICMBio sequer compareceu à segunda audiência, mesmo sendo convidado oficialmente. Mas de acordo com a Lei 13.688, de maio deste ano, que permite a sete parques nacionais o direito de fazer licitação e entregar os serviços desses parques à iniciativa privada, agora aparece uma luz no fim do túnel, que seria uma espécie de uma administração compartilhada. A União continua dona do parque e continua fazendo todas as regulamentações e fiscalizações e faríamos a concessão para a iniciativa privada administrar toda parte turística", comentou.

Para conseguir chegar a essa proposta, o parlamentar argumentou que a bancada federal de Mato Grosso deve fazer esforço concentrado, fazendo uma emenda à Lei 13.688 para a inclusão do Parque Nacional de Chapada dos Guimarães na relação dos sete parques nacionais.

Wilson Santos também disse que foi formada uma comissão para dialogar com o Ministério Público do Estado (MPE) para a construção, no Complexo Turístico da Salgadeira, de um centro de recuperação de animais atropelados na rodovia Emanuel Pinheiro, a MT-251.

A outra decisão tomada no encontro é a realização de mais três audiências públicas. 

Uma em Chapada dos Guimarães, outra em Cuiabá e uma terceira com os deputados federais e senadores de Mato Grosso. 

O secretário adjunto de Turismo de MT, Jaime Okamura, falou sobre "o futuro dos parques ambientais no Brasil, o diretor do Instituto de Natureza e Turismo da Pronatur, Luciano Marcelo da Costa Borges, falou sobre "parcerias para o desenvolvimento do Ecoturismo", Epaminondas de Castro, do MT Par, falou sobre a concessão do Hotel Águas Quentes, o engenheiro Marcus Ogeda, da Secretaria de Cidades do Estado, falou sobre a concessão do Complexo da Salgadeira.

A prefeita Thelma de Oliveira (PSDB), de Chapada dos Guimarães, e a ex-vice-prefeita de Cuiabá, Jacy Proença, o secretário adjunto de Educação do Estado, Edinaldo Gomes de Sousa, participaram da audiência pública.



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Turismo

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Redação

Facebook Oficial

Kanix Web Developers