Temperatura do dia: Em Jaciara - MT
22 ºC | Tempo limpo
PUBLICIDADE

Beleza e Saúde

Projeto arrecada cabelos para confecção de perucas a pacientes com câncer

 |
Divulgação / Reprodução

A sensibilidade de um grupo de alunas da Escola Estadual Liceu Cuiabano, localizada no Bairro Quilombo, em Cuiabá, vai ajudar pacientes do Hospital de Câncer de Mato Grosso, que perderam os cabelos durante o tratamento da doença. A ação, que aconteceu nesta segunda-feira (25), arrecadou mais de 100 doações.

De acordo com as organizadoras, além de arrecadar cabelos, o projeto denominado “Fios de Alegria” foi pensado para promover a reflexão sobre a beleza de ser quem é, além de voltar as atenções para o ‘Outubro Rosa’, mês de conscientização sobre o câncer de mama.

Maria Clara Sampaio, 18 anos, aluna do 3º Ano do Ensino Médio, é a idealizadora do projeto, que está sendo desenvolvido dentro da disciplina de Língua Portuguesa. Em uma tenda montada no pátio do Liceu, ela e as colegas recebiam pessoas interessadas no corte solidário.

“Começamos às 9h30 e, em duas horas, já tínhamos 10 doações, sendo que oito foram alunas da escola e duas de fora, mas que viram a repercussão do projeto e se sensibilizaram com a história que está por trás da ação, ou até mesmo se identificaram com a situação das pacientes”, disse.

É o caso da cabelereira Kelly Batista, de 31 anos, que estava trabalhando como voluntária, fazendo os cortes de cabelos. Kelly foi diagnosticada com câncer no útero e no intestino e perdeu todo o cabelo durante o tratamento.

“Fiquei muito tocada com a ação das meninas, tive a doença e sei que é bastante difícil, ainda mais quando se fala da autoestima e da vaidade dos pacientes. Fiz o tratamento por seis meses e hoje estou curada, não passei por cirurgias”, lembra.

Kelly trabalha no salão de beleza procurado pelas alunas, que pediam o apoio de profissionais. “Assim que minha chefe me falou, topei na hora. Achei incrível. Queria que, na época que fiz o tratamento, outras pessoas tivessem essa sensibilidade. Vai ajudar muita gente, com certeza”.

Ana Luiza Martins, de 9 anos, chegou acompanhada da mãe, Rosa dos Reis Borges. Ela ficou sabendo do projeto na aula de balé, que faz junto com a filha de uma professora da escola. “Fomos convidadas para participar, conversei com a Ana, disse que seria por uma boa causa e ela topou”, disse.

A menina sentou na cadeira e teve seu cabelo longo cortado até a altura dos ombros. “Eu fiquei meio em dúvida quando a minha mãe disse, não queria. Mas, agora aqui, estou muito feliz por saber que estou fazendo uma boa ação”, disse a menina, que foi aplaudida pelo grupo de estudantes.



deixe sua opinião






  • Máximo 700 caracteres (0) 700 restantes

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem.

    Clicando em enviar, você aceita que meu nome seja creditado em possíveis erratas.



mais lidas de Beleza e Saúde

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
TOPO

Contato

Kanix Web Developers